Postagem em destaque

Como descobrir a senha criptografada de alguém

Os piores professores da universidade

A Faculdade é um lugar lindo, repleto de bons professores, de matérias extremamente úteis, profissionais cativantes, cheios de energia e um ambiente extremamente motivador, junto - é claro - de nuvens de algodão-doce e pequenos pôneis com o rabo de arco-íris que cagam chocolate belga enquanto cantam uma linda canção - SÓ QUE NÃO!
Estou na reta final para minha formatura, lá se foram muitos anos de estudos até chegar aqui e confesso que estou extremamente decepcionado com o que vivenciei durante a minha graduação. Então, entenda esse texto como um desabafo/informativo/alerta para quem está passando ou pretende passar por essa etapa um dia. Vamos lá? Vamos!
Passei meu Ensino Médio com professores que lecionavam e aplicavam prova dizendo "isso cai no vestibular", o que - na minha o humilde opinião - justificava focar o aprendizado em matérias completamente inúteis para uma carreira profissional em qualquer área, afinal, aquilo ia cair no vestibular. Aí você passa no vestibular, começa a tão sonhada graduação e aí vem um professor lecionando em cima de "isso cai no concurso". EU NÃO QUERO FAZER CONCURSO, PORR*! Eu quero aprender coisas úteis para a função que quero exercer, e não passar mais 5 anos da minha vida estudando para uma prova. Gostaria muito que as universidades focassem em formar profissionais e não "fazedores de prova".
Mas nem todo professor é um merd* que vai querer justificar sua falta de vontade de dar aula com a justificativa do concurso público, alguns são merd*s pelo simples fato de que não possuem a menor vocação para estar ali dando aquela aula. Muitos professores universitários estão lá porque foi o que deu! Não gostam do que estão fazendo e fazem de qualquer jeito. O negócio é cumprir horário e aplicar prova - múltipla escolha, de preferência.
Tem professor que está tão "nem aí" para a função que exerce, que tem a pachorra de aplicar um seminário durante o semestre, em que cada aula um grupo de alunos irá apresentar um trabalho para a turma sobre um tema diferente durante 50 min. Isso consome o período inteiro e o filho da p*ta tem a audácia de dizer que não deu tempo de dar a matéria por causa do trabalho que os alunos tiveram que apresentar. MANO, COMO EU TENHO RAIVA DESSE TIPO DE PROFESSOR!
Já estudou no interior? Amigão, eu já! Tive que trocar de faculdade diversas vezes por conta do trabalho, cada semestre estava trabalhando em uma cidade diferente e estudando em uma universidade diferente. Mas sabe qual é o problema de professores do interior? Imagina que você é o maior nome quando o assunto é Instalações Elétricas. Todo mundo da região te procura para fazer projeto, instalação, adequação e etc. Você é tão bonzão nesse quesito que a universidade da região te chama para lecionar. Pergunta: Você vai ensinar um grupo de pessoas para que eles se tornem tão bons quanto você e criar essa concorrência? Resposta: NÃO! Aquele professor especialista na área pode ser uma grande furada! Ele faz de tudo para a aula não render, começa a puxar histórias aleatórias do nada, mas se você tiver sorte entre essas histórias e a tentativa de auto sabotagem em sua aula, ele acaba passando uma ou outra coisinha que é muito valiosa. E sim, existem muitos desses espalhados por aí.
"Na minha matéria, 10% desistem antes da P1, 40% desistem antes da P2 e no final só 5% conseguem passar." Quando a matéria é uma divisora de águas, isso é completamente justo. Muita gente cursa uma graduação que não tem nenhuma condição de seguir, então chegam em uma matéria como Cálculo I e não conseguem seguir o ritmo. Mas tem um cara que o prazer dele é ser "O terror", esse cara não tem nada para te acrescentar e ele quer te reprovar. Só que ao invés dele ganhar fama de terrorista, todos nós sabemos que ele é apenas "O frustrado".
Antes de fazer faculdade, fiz 4 cursos técnicos e já trabalhava na área em que escolhi seguir graduação. A experiência de trabalhar com o que se estuda tornou meu terceiro grau mesmo com maus professores. Hoje estou estagiando em uma área nova para mim e absorvendo informações que instituição de ensino nenhuma conseguiria me proporcionar. Apesar desses professores que citei até aqui, o curso de engenharia tem sito extremamente útil na minha vida profissional. Por mais que a minha grade curricular seja praticamente a mesma de uma pessoa que tenha cursado engenharia nos anos 70, é uma boa base.
Se esconder atrás de um diploma universitário não te torna um profissional. É preciso buscar cursos com softwares mais atuais no mercado, entender os desafios profissionais da área, consumir conteúdo relacionado ao tema de ensino, estagiar e trabalhar nas mais diferentes empresas e seguimentos de mercado. Só depois disso tudo, você pode bater no peito e falar: "Eu sou um profissional fod* pra caralh*!"
Ps: Nem só de maus profissionais são formadas as universidades. Existem seres de luz que habitam esses lugares e que são apaixonados pelo que fazem. É muito visível quando você está na aula de um professor de verdade. Você pode até achar o cara um mala e a matéria completamente sem graça, mas quando é um PROFESSORZÃO DA P*RRA que está lecionando... você aprende! Então, muito obrigado aos bons professores que tive ao longo da minha caminhada, porque vocês fizeram a diferença.